Buscar
  • Rui Anjos

XXIII Além Mar 43.º Rali Ilha Lilás fecha contas do campeonato


Luís Miguel REGO/Jorge HENRIQUES (Skoda Fabia Rally2 Evo, Team Além Mar). Fotografia gentilmente cedida por António Bettencourt (ABett.Rallys)

É já esta sexta-feira, 28 de outubro, que vai para a estrada, pelas mãos do Terceira Automóvel Clube, a 43.ª edição do Rali Ilha Lilás que conta com o apoio da Fábrica de Tabaco Estrela, através da sua marca Além-Mar, pelo 23.º ano. Com o título absoluto decidido a favor de Luís Miguel Rego e Jorge Henriques (Skoda Fabia Rally2 Evo, Team Além Mar), no que a primeiros e segundos condutores diz respeito e que são os candidatos naturais à vitória neste evento, as atenções viram-se para as prestações de Pedro Câmara e João Câmara (Citroen C3 Rally2, Play Racing), que venceram a anterior prova disputada no Pico, e Bruno Amaral/Sancho Eiró (Ford Fiesta R5, Team Além Mar), mas também para José Paula/Paulo Lopes (Citroen C3 Rally2) que voltam a participar num evento do campeonato açoriano este ano, depois de terem marcado presença no Pico. Rúben e Estevão Rodrigues não se inscreveram neste rali, sendo a ausência da AutoAçoreana Racing uma baixa de vulto neste último evento do campeonato deste ano.


Nas duas rodas motrizes, as atenções estarão centradas na prestação de Bruno Tavares/André Seabra (Citroen C2 R2 Max), pois Bruno já revalidou o título das duas rodas motrizes, como primeiro condutor, mas André Seabra necessita ainda de pontuar nesta prova para poder também ele revalidar o título de 2021. Tudo isto, face a um pelotão de pilotos que na Terceira andam muito bem, os locais, e ainda os tricampeões dos Açores de ralis nas duas rodas motrizes, Henrique Moniz e Jorge Diniz, que ganharam gosto ao Renault Clio Rally4 recentemente estreado no Picowines Rali e prometem novo resultado de destaque.


Na RC2N, Filipe Pires e Vasco Mendonça (Mitsubishi Lancer Evo X) têm tudo do seu lado para revalidaram também eles o título da classe.


Ao todo, são 46 as formações inscritas neste XXIII Além Mar Rali Ilha Lilás que prometem animar as estradas da ilha Terceira este fim-de-semana e que, dessa forma, farão cair o pano em mais uma edição do Campeonato dos Açores de Ralis.


A MAGIA DO ASFALTO DA TERCEIRA, NUM RALI DE NOVIDADES

Na expetativa que o campeonato se viesse a decidir na sua prova e não contando com o infortúnio de algumas equipas na anterior prova do campeonato, o XI Picowines Rali, o Terceira Automóvel Clube preparou um evento renovado, com base nos mesmos troços usados em tantos outros ralis por si organizados.


A grande festa dos ralis na ilha Terceira começa com a apresentação das equipas participantes, frente à Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, na quinta feira que antecede a prova. Na sexta-feira de manhã, a afición automobilística - um termo que encaixa perfeitamente bem na moldura humana que costuma a ir para a estrada acompanhar o rali, ou não estivéssemos a falar da ilha que mais tradição tauromáquica possui nos Açores – pode ter contato com pilotos e máquinas e assistir à primeira demonstração à séria de andamento, com a realização do shakedown, na Estrada Municipal 1018 contígua ao parque industrial local. Na sexta feira à noite, o destaque vai para a disputa de duas provas especiais, a primeira denominada como Feteira-Império Clubauto, com 5,55 km de extensão. Depois é o regresso da super-especial citadina nas artérias da cidade de Angra, denominada de Clubauto e com 1,85 km de extensão.


No sábado, são quatro os troços a disputar, em sistema de ronda dupla, o que, ao todo, perfaz oito provas especiais. De manhã, dupla passagem por Ginjal-Terauto (8,69 km; PEs n.º 3- e 5) pelas 10:30 e 11:55, e por Salga-Porto Martins Terauto (7,11 km; PEs n.º 4 e 6) pelas 11:00 e 12:25. À tarde, nova dupla passagem, desta feita por Veredas-Fonte Faneca (5,22 km; PEs n.º 7 e 9) pelas 14:50 e 16:15 e por Santa Bárbara-Lagoa Terauto (15,82 km; PEs n.º 8 e 10) pelas 15:20 e 16:45, sendo que na última dessas passagens por Santa Bárbara-Lagoa, disputar-se-á a powerstage que atribuirá pontuação extra aos três pilotos mais rápidos da classificação geral.


Ao todo, são dez provas especiais, inseridas num rali desenhado de forma mais compacta que promete animar a derradeira jornada da edição de 2022 do Campeonato dos Açores de Ralis.

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo